Casos de dengue afetam turismo no litoral norte de São Paulo

Segundo empresários, faltando menos de um mês para a Páscoa e pouco mais de 30 dias para o feriado de Tiradentes, a procura por reserva para os dois períodos é baixa

por Estadão Conteúdo

O alastramento da dengue no litoral norte de São Paulo começa a afetar o turismo na região. Segundo empresários, faltando menos de um mês para a Páscoa e pouco mais de 30 dias para o feriado de Tiradentes, a procura por reserva para os dois períodos é baixa. Até sexta-feira, as prefeituras de Caraguatatuba, Ilhabela, São Sebastião e Ubatuba contabilizavam 1.218 casos confirmados de dengue.

Gerente de uma pousada em Caraguatatuba, Ana Clara Dias conta que as duas reservas confirmadas para o feriado de Tiradentes foram canceladas na semana passada. “A procura já era baixa e perdemos as duas únicas reservas”, afirma.

De acordo com ela, os hóspedes ficaram com medo de viajar após a divulgação de que quatro pessoas morreram na cidade após contrair dengue – apenas uma delas foi confirmada.

Ana Clara conta que um funcionário da pousada também contraiu dengue. “A prefeitura afirma que faz operações ‘bota-fora’, mas na nossa rua ninguém passou. Acúmulo de lixo, mato alto e as constantes enchentes estão contribuindo para o aumento do número de casos.”

 

O alastramento da dengue no litoral norte de São Paulo começa a afetar o turismo na região (Foto: Divulgação)

 

Caraguatatuba é o município onde a situação está mais grave: são 968 casos confirmados e 457 suspeitos. Por causa da situação, a prefeitura decretou estado de calamidade pública.

O governo municipal informou que iniciou na sexta-feira uma “operação bota-fora” e intensificou os serviços de limpeza de rua, terrenos baldios e visita a casas para eliminação de locais que podem ser criadouros.

“Acredito que, após o decreto de calamidade, a população tomou ainda mais ciência de que esta deve ser uma luta crescente, com a participação de todos”, afirma o prefeito Antônio Carlos da Silva (PSDB).

Mais desistências

Em Ubatuba, Miguel Antunes, gerente de uma pousada, também relata cancelamentos. “Uma família inteira, de oito pessoas, cancelou as reservas de três suítes para a Páscoa após um parente contrair a doença ao passar um fim de semana aqui em Ubatuba, há cerca de dez dias”, diz.

Segundo Antunes, nesta época no ano passado, 50% das suítes já estavam reservadas. “Hoje, temos apenas duas reservas”, lamenta o gerente. A pousada tem 24 apartamentos.

Com 123.738 notificações, São Paulo é o Estado com o maior número de casos de dengue. Dos 645 municípios, 604 têm pelo menos um caso da doença. Em Caraguatatuba, Ilhabela, São Sebastião e Ubatuba há mais de 4 mil casos sob suspeita.